Há 20 anos…

Apolônio Silva era um cara moderno, quando chegava em casa ligava seu possante amplificador Taunus, colocava seu long play de vinil do César Camargo Mariano para tocar no seu Technics SL 1200 MKII , e deliciava-se em sua poltrona. Seu ouvido era invadido com o puríssimo som que os long plays de vinil produziam. Na sala de TV, sua esposa, dona Ofélia, assistia à sua novela predileta com uma imagem super nítida, graças à novíssima tecnologia de recepção via satélite, aquela antena gigantesca ficava horrível em seu quintal, mas valeu a pena ter vendido o carro de dona Ofélia para comprá-la. Seu filho mais velho, o Eustáquio, já com 16 anos era um excelente Discotecário, ele passava horas treinando as mixagens que aprendia ouvindo o Ivan Romero na Radio Cidade .

Junior, o filho caçula estava querendo ganhar de aniversário um TK 85 , um computador pessoal incrível que estava sendo anunciado, assim poderia aproveitar aquela TV preto e branco velha, que estava jogada no fundo da garagem. Lindaura a filha do meio, vivia pendurada no telefone, ninguém conseguia entender como uma adolescente de 13 anos tinha tanto assunto para falar com as amigas, na verdade isto não preocupava muito, pois a família tinha duas linhas de telefone, alias tinha até uma central de telefonia na casa, um exagero para a época.

A família de Apolônio era muito ligada em tecnologia, eles eram considerados “pra frentex”, já no final dos anos 80, Apolônio comprou um equipamento de Laserdisc , os discos laser do tamanho de um LP continham em geral Vídeo Clips de excelente qualidade, e o equipamento tinha saída para ligar no equipamento de som. Apolônio não era purista, mas seu vizinho, o Otávio, ficava de “cabelo em pé” só de pensar em ligar a TV no seu equipamento de som Marantz

20 anos se passaram e…

Dona Ofélia ainda lembra do dia em que o caseiro ficou super contente quando faturou vinte pratas vendendo aquela velha antena parabólica para o moço da carrocinha. Seu Apolônio e dona Ofélia ainda continuam morando na mesma casa, as crianças cresceram e somente o Junior ainda mora com os pais.

A casa dos Silva evoluiu muito nestes anos, hoje em dia, um sistema de automação e conforto digital integra as soluções de telefonia, segurança e automação propriamente dita. De qualquer ponto da casa é possível atender ao vídeo porteiro, alias quando não tem ninguém em casa o sistema começa a ligar para os telefones de uma lista criada pelo seu Apolônio e permite que o interlocutor fale a distância com quem esta na porta da casa dos Silva, se for o caso é possível até abrir a porta para esta pessoa entrar.

Os vizinhos na verdade nunca consegue saber quando de fato os Silva estão em casa, pois o sistema de automação emula a presença da família com precisão, acendendo e apagando as luzes, a TV o som, a bomba da piscina e até o sistema de irrigação, tudo é automatizado. Dona Ofélia gosta muito do robô aspirador que limpa a casa diariamente, já o Seu Apolônio ainda gosta de cuidar do jardim, mesmo tendo um robô que apara todo o gramado .

Para suportar toda esta tecnologia, a casa dos Silva sofreu uma pequena reforma, alias estava precisando mesmo. Nesta reforma, um sofisticado sistema de cabeamento estruturado foi criado, para suportar as novas tecnologias de voz, dados e imagens. Hoje em dia é difícil determinar que cabo proporciona o quê: O acesso à internet vai pela TV a Cabo, mas também tem TV a cabo pela linha telefônica, Telefonia pela TV a cabo, e até mesmo TV pela Internet.

O sistema de entretenimento digital implantado pelo Junior permite criar programações com os vídeos e fotos da família que são servidos diretamente pelo servidor dos Silva, e tudo pela TV, Computador, PDAs e até mesmo no celular. O sistema de som ambiente conta agora com mais de 10.000 estações de rádio do mundo inteiro, e a TV via Internet não fica por baixo, as milhares de estações que existem possibilitam um leque de opções antes inimagináveis. Até o Otávio, o vizinho purista do seu Apolônio entrou na nova onda de conforto digital.

Lindaura mudou-se para outro estado, e junto com o marido abriu uma Empresa de call center. A Empresa de Lindaura é especializada em terceirização de atendimento, seja ele telefônico ou pela Internet. Utilizando-se de tecnologias como VoIP , VXML e Flash Media Server , a Empresa de Lindaura presta um serviço pra lá de interessante, inclusive para o exterior. O VoIP permite a Lindaura ter em sua Empresa um número local para cada cidade, estado ou país onde ela atua. Graças a estas tecnologias Lindaura passa horas fazendo vídeo conferência com a família que sempre foi muito unida.

Os Silva esperam ansiosos pelo padrão de TV Digital a ser adotado no Brasil, modernos como eles só, os Silva já definiram o seu padrão predileto: Nem o Americano, Nem o Europeu e muito menos o Japonês, e sim o Brasileiro, o SBTVD. O padrão Brasileiro irá oferecer mais de mil canais que podem ser de subida ou descida, e os Silva já estão pensando em criar uma TV Comunitária para ajudar na divulgação dos projetos sociais das comunidades de seu bairro. E você, o que acha do processo de evolução tecnológica ? Qual o próximo passo ?


Este post foi publicado originalmente no Flash Brasil.

    Categorias: Blogonovela

    0 comentário

    Leave a Reply

    %d bloggers like this: