Uma coisa interessante é que desde que foi implantado por Jerome McCarthy em 1960, o mix de marketing, os 4 Ps, sempre foi o framework mais importante no entendimento do marketing.

SIVA e os 4PsIsto foi assim até que o artigo “In the Mix: A Customer-Focused Approach Can Bring the Current Marketing Mix into the 21st Century” por Chekitan S. Dev e Don E. Schultz saiu na edição de janeiro/fevereiro de 2005 da revista Marketing Management.

Este artigo muda totalmente o paradigma do mix de marketing, que antes era visto da empresa em direção ao mercado alvo, conforme figura ao lado.

No artigo, Schultz e Chekitan, literalmente viram o mix de ponta cabeça, e avaliam a oferta pela ótica do consumidor, e nesta ótica, o que antes eram os 4Ps, viram o SIVA (Solução, Informação, Valor e Acesso).

Para efeito comparativo temos:

4 Ps SIVA
Produto Solução
Preço Valor
Promoção Informação
Praça Acesso

SIVA em detalhes

  • Solução – Como a solução é apropriada para solucionar os problemas e necessidades do consumidor?
  • Informação – O consumidor conhece bem sobre a oferta, se sim, através de quem ? Ele sabe o suficiente para permitir ao consumidor fazer uma boa decisão de compras?
  • Valor – O consumdor percebe o valor da transação, quanto ela custa, qual serão os beneficios, o que ele terá de sacrificar, qual será a sua recompensa?
  • Acesso – Onde o consumidor pode encontrar a solução? O quanto facilmente, local ou remotamente ele pode compra-la ou recebe-la via delivery?

SIVA e Marketing 2.0

Quem esta na internet há pelo menos oito anos deve lembrar que o grande propulsor de tudo que esta acontecendo hoje, que chamamos de web 2.0, comecou com uma grande mudança de paradigma na construção e implementação web. Em torno de 2001 dois assuntos comecaram a dominar este ambiente: Usabilidade e Acessibilidade. O tema bateu de frente com a questão estética, até então dominante e acabou encaminhando para um entendimento de que o usuário é elemento mais importante na internet. Dai para frente, descobrir que os usuários queriam mais do que simplesmente ser um leitor, foi um pulo.

Quem sabe a classica pergunta de um milhão de dolares: “Qual o futuro da comunicação e do marketing” possa comecar a ser respondida? Até então uma incógnita e muitas hipóteses, simplesmente porque existe uma grande possibilidade de estarmos cometendo o erro de avaliar um novo mercado com velhas ferramentas…


    6 comentários

    Raquel · 03/04/08 às 12:42

    Não pude deixar a piadinha cross Twitter de fora: Mas te pagaste pelo post? ;D

    Outra discussão nada a ver: Eu sempre fico pensando se esse esquema de 4Ps consegue mesmo dar conta do universo do MKT. Parece tão resumido demais, sempre.

    João Carlos Caribé · 03/04/08 às 23:49

    Raquel, eu tambem não acredito, seria sintese demais. Alias o primeiro link deste post “implantado por Jerome McCarthy em 1960” aponta para um artigo do Solon onde ele faz justamente uma análise sobre esta “sopa de letrinhas”.

    Thiago · 08/04/08 às 12:01

    Pois é minha gente, eu acho q os 4Ps evoluiram muito, tudo está mais complexo, ainda mais com a vinda da internet, que acho não se incluir neles, nem no SIVA. Existem autores que implementam os 4 Ps. Acredito que eles ainda sejam uma base de sustentação mas isso evoluiu muito.

    Nem gosto de pensar no que será do futuro, prefiro acompanhar o caminho que as coisas tomam e assim seguir a trilha. :-D

    psysapiens³ · 09/04/08 às 11:52

    humm….
    Não esqueçam que os 4P’s não trabalham sozinhos.

    Sérgio Keller · 14/04/08 às 12:33

    Concordo com o psysapiens,

    Eu vejo os 4 P’s apenas como um modelo dentre muitos.
    Como tal, serve de ferramenta para representar ou interpretar simplificadamente a realidade.

    Visto que a realidade muda e aumenta em complexidade com o passar do tempo, cabe ao profissional de marketing saber quais modelos sacar da sua caixa de ferramenta, quando necessário.

    SIVA ou 4P’s? Long Tail ou BCG?

    Depende do negócio….

    Leave a Reply

    %d bloggers like this: